Sucesso do Bandeirantes no FabLearn

Pela primeira vez em 2016, o congresso FabLearn, organizado pela Universidade de Stanford, aconteceu no Brasil. O evento começou por conta dos estudos do pesquisador brasileiro Paulo Blikstein sobre a implementação dos FabLabs (laboratórios de criação de projetos, como o Hub do Band).

img_4352

Os alunos do primeiro ano Rafael Vasconcelos Bezerra e Pedro Belleze, orientados pelas professoras Paula Moraes e Marta Rabello, representaram o Bandeirantes em um trabalho desenvolvido nas aulas de “Open Studio” do STEAM (Science, Technology, Engeneering, Arts and Math) no 1º bimestre. O projeto realizado utilizou técnicas de empapelamento para criar asas retráteis e, dessa forma, prototipar um helicóptero que é capaz de planar durante a queda.

img_4419

Além disso, as professoras de Biologia Girlene Sismotto, Meire de Bartolo e a Coordenadora do STEAM, Cristiana Assumpção, exploraram a cor e a forma na natureza para apresentarem a oficina que abordava a “Prototipagem de seres camuflados ou mimetizados em ambientes naturais”. Os participantes desenvolveram seus protótipos em grupo e experimentaram as mesmas dinâmicas vivenciadas pelos alunos de STEAM, envolvendo solução de problemas, planejamento, criatividade.

img_4387

“A nossa participação no evento reflete a constante preocupação formativa dos professores do Colégio Bandeirantes. FabLearn reúne os principais estudiosos da cultura “maker” e trata de questões como a produção digital, a aprendizagem mãos na massa, processos de design; tão importantes para os novos rumos da educação que pretende formar jovens com maior capacidade para resolução de problemas, postura crítica e criativa, diante dos desafios do século XXI. ”, finalizou a professora Paula Moraes.

Confira a galeria de imagens, clicando aqui.

Compartilhe: